Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As minhas neuras!

...neuras, desabafos, coisas sem nenhum interesse, palavras soltas, cenas assim. Estranhas. Ou não.

As minhas neuras!

...neuras, desabafos, coisas sem nenhum interesse, palavras soltas, cenas assim. Estranhas. Ou não.

Nunca mais é verão

Ando cheia de trabalho. É uma semana de loucos. Nos entretantos, tive mais uma travadinha cardíaca. Nervos, pois claro. Deita-me logo abaixo e para recuperar demoro uns dias. Hoje, mais calma, a vida vai andando. Vou voltar a fazer análise ao K+ no início de janeiro. Se espero até lá? Boa pergunta.

Também já decidimos que por casmurrice do meu sogro vamos aos meus sogros no Natal. Pois. Aquele chupa-chupa foi-me retirado buahhhhhhh mas enfim. Não vale a pena chatices, nesta vida que são dois dias, como diz o Abrunhosa. Vamos de coração pleno, sem ressentimentos. Bom, um ressentimento pequenino da minha parte, que sou nora, mas tudo bem. Eu aguento. 

Tenho saudades do verão. Hoje o dia está ventoso, chuvoso e frio. Bom para estar em casa. E por falar em casa, tivemos de trocar a nossa box e isso implicou ficarmos sem muitooooooooos filmes que lá tinhamos gravado. O Sozinho em casa era um deles. eheheh Se for como o costume, pode ser que o grave nestes dias natalícios. Se der. É pena que não dê para recuperar. Tinha até a vitória do Salvador Sobral em Kiev, tinha um documentário que fizeram da Selecção Nacional de Futebol, no aniversário de termos limpo a taça aos avecs. Pessoas da NOS e afins, tratem de criar um sistema de recuperação das gravações, pode ser? Refiro-me a box's de satélite, que lá na terrinha a fibra/cabo ainda não chegou. 5km ao lado já existe, mas na minha área não. 
Bom, e é isto. Inté depois. 

Fui ver o Grinch e não adorei...

Andava o miúdo há uma data de tempo a pedir para ir ver o Grinch e no sábado lá fomos, numa saída mãe-filho que soube a pato. O filme começou e a dada altura tento identificar de quem seria a voz portuguesa da personagem principal. "de onde é que eu conheço isto?" - pensei. E de facto cheguei lá. Raminhos. Não fazia ideia. Juro. O filme, que já estava a ser um bocadinho fraco (em termos de história, conteúdo, espremido dava pouco sumo), passou a ser pior. Sabem quando se ouve a voz da personagem e a cada fala só consegues "ver" a cara do próprio? Pois. Aconteceu isso. Cada vez que o Grinch falava, só conseguia pensar, inconscientemente, no Raminhos. E, na minha opinião, o Raminhos é bom naquilo que faz mas em dobragens Disney não. Não tem a dicção, a emoção transmitida não era a melhor. Falhava ali qualquer coisa, aquele prender de cadeira, as emoções que se quer quando se vê um filme Disney, ainda por cima Natalício. A miúda, 2ª personagem principal, teve mais impacto do que ele. Quando a voz é a responsável por transmitir emoção, e ela não chega cá, o filme perde muito. 

Report da visita médica

Fui ontem à consulta com o meu novo médico de família. Não me enganei e ele é, de facto, novo, muito profissional, acessível e por mim está aprovado. Mas vamos ao que interessa. 

Levei-lhe todo o meu material de diagnóstico relativamente à minha luta contra a hipocaliemia. Acedeu ao meu histórico clínico por computador e de facto confirmou-me que tenho todos (mas todos mesmo, que pelos vistos o Dr. que me seguiu pós-internamento despistou tudo e mais alguma coisa) os valores normais. Todos. A catrefada de parâmetros analisados, tudo a "verde". O valor de 3.5mmol é o limite mínimo mas é considerado normal. Portanto, vamos continuar a vigilância, reforçar alimentos ricos em potássio, e qualquer agravamento da situação já se sabe para onde tenho de me dirigir- urgências. E disse-me uma coisa importante: relaxe. Pois. 

Isto porque medicação para hipocaliemia existe, mas necessita de ser acompanhada com eletrocardiogramas, já que "mexe" com o músculo que nos mantém vivos. E lá está, no meu caso não há necessidade. Pelo padrão das minhas análises, sim, existe um descréscimo estranho e que poderá ter origem desconhecida. Fuck. De uma média de 3.8/3.9 nos meses entre Abril e Julho, cai para 3.5 de Julho a Novembro. De Novembro a Dezembro manteve-se constante. Já comecei a tomar sumo de laranja natural ao pequeno almoço e comecei a tomar novamente o Mymagnésio porque, pelo que sei, o magnésio é o responsável pelo transporte dos iões para as células. Quero proporcionar as melhores condições para o K+ se instalar nas células. Quer por alimentação, quer pelo magnésio.

Quem diria que a minha vida ia dar uma volta tão grande em 2018, hã? Gabava-me de ser uma moça tão saudável e agora isto. Nomes como potássio, iões, bomba sódio-potássio, intracelular, magnésio não faziam parte do meu mundo. Mas pelos vistos tenho de aprender que a vida é uma constante montanha russa. E também me toca a mim. Não acontece só aos outros. 

3.5

Depois de 24horas com algumas palpitações, eis que vou buscar o resultado da análise de ontem: 3.5mmol/L.

Basicamente está igual. Passou 1 mês e continua no limite mínimo. Se por um lado até parece boas notícias (não desceu), por outro o valor de Julho 3.9 deixa-me inquieta. Muito preocupada com esta merda, a bem dizer. Tenho um médico de família novo (veio substituir a minha médica de há 30 anos). Quinta-feira tenho consulta com ele. Vai conhecer-me, vai ouvir-me pela 1ª vez. E que se prepare, porque vou pedir-lhe ajuda para tentarmos descobrir o porquê desta descida vertiginosa. Não tomo qualquer tipo de medicação. Nada. Nem pílula. Como, religiosamente, vegetais e fruta todos os dias. Razões pra isto? É o que quero saber. Que isto mete o músculo a máquina que me mantém viva "ao barulho" e não faço por menos. 

Fuck. 

K+

Elemento quimico do potássio. Hoje fui tirar sangue, a ver como anda. Tenho consulta na médica de família na próxima 5ª-feira. 

Estava 3.5 há 1 mês. Baixo. Baixo demais, para quem tinha 3.9 em julho. Está a descer porquê? Sei lá. E pelas energias que vou sentindo, ou muito me engano ou amanhã em vez de trazer o saco para o ginásio, vou trazer o saco para o internamento no hospital. Cheira-me que o resultado não vai ser bom. Vou buscar o resultado antes de vir trabalhar. Se as minhas desconfianças estiverem certas, vou às urgências para pôr k+ nas veias. Quem me dera estar enganada. Ando tão cansada disto tudo. 

Hoje que deveria ser um dia bom, está uma merda. 

13 ♥

Há 13 anos vesti-me de noiva. Estava frio. Sol mas frio. Acordei cedo, com o nervoso miudinho. O dia tinha chegado. Fui pintar as unhas, fui arranjar o cabelo. Muitos abraços, votos de Felicidades de quem não ia à boda mas que me queria bem. Às 11h começaram a chegar os 1ºs convidados. Estava tudo pronto para os receber. Maquilhei-me. Vesti-me. As mulheres da minha vida ajudaram-me a calçar as botas de cano alto, brancas. Não podia tremelicar de frio. Uma noiva não podia ir de lábios roxos, de tremer de frio. Todo o meu vestido era quente. Os pés tinham de ir quentes. O coração, esse, estava quentinho, preparado para ir ter com o meu Amor, para prometermos perante Deus e perante quem quisemos que estivessem presentes, que iamos cuidar um do outro. E assim tem sido. Ele completa-me. É ele que me ampara as quedas. É ele que me levanta quando vou ao fundo. É ele que me faz rir. Que me faz sentir borboletas, tal como na 1ª vez que o vi. Os olhos azuis. Ah! Os olhos azuis!

Amo-o, na algria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida. 

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Dezembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D